Sabedoria do Maginificat

São maravilhosas as lições de Maria na Festa da Assunção. Lição de humildade: A humildade é a Verdade. Maria reconhece que Deus fez maravilhas: “Olhou para a humildade de sua serva”. O Espírito é quem age e anima todas as ações humanas. Mas, Maria reconhece que Deus a escolheu para uma alta missão, apesar de ser “a serva do Senhor”. Quando Deus nos chama é porque Ele precisa de nós! E vai conosco. E nos dá condição para executar a “tarefa”. A humildade de Maria a leva mais longe: “Todos me chamarão de bem aventurada, de geração em geração”. Isabel confirma essa humildade e exalta a fé: “Bem aventurada aquela que acreditou porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu”. Mas quem é o Todo Poderoso? Maria exalta suas sete virtudes em sete palavras: (1) Ele mostrou a força de seu braço (2) dispersou os soberbos de coração (3) derrubou do trono os poderosos (4) elevou os humildes (5) encheu de bens os famintos (6) despediu os ricos de mãos vazias (7) socorreu Israel, seu servo.
Maria nos ensina também a virtude da obediência. O Senhor precisa de mim, aqui estou. “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra”. Assim diziam os santos: “Deus que te criou sem ti, não te poderá salvar sem ti”. O Senhor precisa de nossa colaboração para falar, denunciar, agir, criar condições para que o outro ouça, responda, se converta, busque a sua própria transformação e santidade. “Jesus foi obediente até a morte, e morte de cruz”, diz o apóstolo. Ele mesmo nos lembra: “Se pela desobediência o pecado e a morte entraram no mundo, pela obediência Jesus nos salvou”. Esse é o caminho do discipulado: Maria foi a primeira discípula: “Ouvia com atenção e guardava tudo em sue coração.