Não fugir da Cruz

A Liturgia do Domingo (22o.TC) nos trouxe mais um ensinamento sobre a Cruz. O verdadeiro discípulo não pode fugir da cruz. Todas as vezes que Jeremias falava,”levantando a voz contra a maldade e invocando contra calamidades”, as pessoas o criticavam, “faziam chacota”, causando-lhe muito sofrimento. Tentou desistir, fugir do sofrimento, desejando a morte. Mas Deus lhe tocou o coração, dizendo que o sofrimento era apenas uma passagem, um tempo na vida. Ele reagiu e respondeu: “Seduziste-me, Senhor e deixei-me seduzir, foste mais forte, tiveste mais poder”(Jer 20,7). Sofrimento não é castigo de Deus, não é vingança, não vem por acaso, não acontece sem motivo. Jesus avisou os discípulos que ia para Jerusalém e iria “sofrer muito da parte dos anciãos, dos sumos sacerdotes e dos mestres da lei, e devia ser morto e ressuscitar”. Pedro reage sem pensar, levado pela amizade: “Que isso não aconteça, Senhor”. A reação de Jesus é direta: “Vai para longe de mim, Satanás!”. Jesus passou a vida toda obedecendo ao Pai, e Pedro, “pedra de apoio”, torna-se “pedra de tropeço”. (Mt 16,23) Quer forçar Jesus a desobedecer. Essa pode ser, muitas vezes, uma tentação para nós: não aceitar o sofrimento, resmungar, reclamar, revoltar-se. Deus não quer o sofrimento para nenhum ser humano, seja quem for: Ele veio “para trazer vida e vida em abundância”. O verdadeiro discípulo não pode fugir da cruz: “Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e me siga”. Jesus não parou na cruz nem ficou eternamente no sepulcro… Ressuscitou e voltou para a Casa do Pai. Sofrimento é passagem. Em tempo de dor e angústia, identifique-se com Jesus, na Cruz, aceite colaborar com Cristo para a Salvação da Humanidade, hoje tão distante de Deus. Sofrimento é passagem para a glória. A Cruz é sinal de glória. Paulo diz: “Eu vos exorto, irmãos, a vos oferecerdes em sacrifício vivo, santo e agradávem a Deus…” (Rom 12,1). Nosso caminho é a obediência: Como pela desobediência a morte veio a mundo, pela obediência veio a salvação, a vida!